As instituições de educação vivem um momento de transformação exponencial em seu mercado, no qual a necessidade de dados e inovação tecnológica tornam-se cada vez mais a regra, e menos a exceção.

Ter um laboratório de informática já foi um diferencial, mas no mundo de hoje isso está longe de ser o suficiente para quem deseja enfrentar a concorrência global e ser reconhecido como referência em educação.

Este é um movimento que já vinha ganhando força nos últimos anos, porém sofreu uma aceleração sem precedentes devido às restrições impostas pela pandemia de coronavírus. O ensino híbrido e a inovação pedagógica, de repente, entraram na vida de todos os alunos, professores e escolas.

A partir daí, iniciou-se um processo em que não há como fugir da tecnologia. Aliás, por que alguém faria isso? Trazer tecnologia e inovação para a educação é uma mudança repleta de vantagens, que tem tudo para tornar sua escola mais competitiva e colocá-la no futuro de uma vez por todas.

Neste texto, você vai entender melhor o que é a inovação tecnológica e o que você pode fazer para promover esta mentalidade no seu espaço escolar de aprendizagem.

 

Veja como as Suítes Pedagógicas podem ajudar você a implantar a inovação tecnológica de forma completa em sua escola.

 

O que é a inovação tecnológica?

Inovação tecnológica é melhorar processos, serviços e produtos que já existem com a ajuda da tecnologia, ou ir além disso de forma disruptiva, propondo novas formas de ver um mesmo tema.

Esta inovação engloba não somente ferramentas e novos dispositivos, mas também metodologias, técnicas e conhecimentos envolvendo a tecnologia que possam resolver problemas de forma diferente ou explorar novas ideias para obter resultados diante de novos desafios e demandas.

Em um mercado cada vez mais competitivo, a inovação tecnológica é essencial para quem deseja se manter ou crescer em seu setor, ou mesmo buscar novas oportunidades de desenvolvimento e expansão.

 

Por que implantar inovações tecnológicas na educação?

Os processos de aprendizagem tradicionais, desenvolvidos em uma época muito diferente da atual, foram criados com o objetivo de preparar os futuros trabalhadores para desempenhar tarefas em linhas de produção.

Isso fica bem claro na disposição das carteiras enfileiradas, na quantidade de alunos, exclusão de características individuais e massificação do ensino. Qualquer semelhança com uma fábrica não é mera coincidência.

O problema é que este modelo não tem mais ligação ou apelo com o aluno do século XXI. Há ainda uma distância entre a realidade que ele vive em seu dia a dia, conectada, ágil, estimulante e repleta de tecnologia, e o que ele vive na escola.

Não é de se admirar que, diante disso, os alunos estejam cada vez mais desmotivados, desinteressados e, por consequência, aumentando os índices de evasão ano a ano. De acordo com um estudo do IBGE realizado em 2020, 20% das pessoas entre 14 e 29 anos não terminaram alguma das etapas da educação básica.  

A pandemia evidenciou ainda mais este problema. Neste cenário, ficou claro para as instituições que o ensino híbrido e inovação pedagógica são apenas o início de uma grande transformação.

Implantar inovações tecnológicas na educação significa não só conectar alunos, professores e escolas à realidade do mundo em que vivemos, mas também oferecer à sua escola instrumentos para se manter relevante e competitiva em frente aos novos desafios impostos pelo mercado.

 

Como promover inovação no espaço escolar de aprendizagem

Transformar as práticas pedagógicas é fundamental para garantir a aprendizagem e manter o engajamento dos alunos. Para isso, possuir um ecossistema próprio da instituição, é a chave para promover com sucesso a inovação tecnológica no espaço escolar.

A implantação de soluções que provoquem modificações profundas e, ainda assim, preservem e valorizem a cultura da instituição, é a base para a construção de uma infraestrutura de referência, preparada para oferecer serviços conectados aos tempos atuais.

Para que tudo isso aconteça, é fundamental dedicar especial atenção a alguns pontos ligados à promoção da inovação no espaço escolar de aprendizagem.

 

Atualização constante

Assim como o mundo, a inovação tecnológica está em constante mutação. E isso acontece mais rápido a cada ano. O gráfico abaixo retrata bem como o crescimento exponencial da tecnologia teve uma grande aceleração nos últimos 10 anos.

Em frente a tantas mudanças, e tão rápidas, é primordial que sua escola esteja sempre atenta às novidades e atualizações tecnológicas do setor educacional.

 

Inovação com tecnologia

A inovação pode acontecer de inúmeras formas, mas é na tecnologia que ela encontra os melhores artifícios para conectar o sistema educacional à nova realidade dos alunos.

Porém, é necessário estar atento, pois somente agregar novas ferramentas e dispositivos ao ambiente educacional não significa, por si só, inovação tecnológica. Quando substituem ferramentas anteriores sem uma mudança de mentalidade, elas não trazem grandes mudanças ao sistema pedagógico.

De nada adianta substituir o quadro-negro por uma lousa digital, ou livros de papel por livros digitais, por exemplo, se a forma de ensinar em sala de aula não acompanhar as inovações e permanecer parada no tempo.

Investimento em um ecossistema próprio

O ensino híbrido e inovação pedagógica, que ganharam muita projeção durante o distanciamento social e não dão sinais de que são modas passageiras, mostraram às escolas a necessidade de possuir um ecossistema próprio de ensino.

Ao integrar soluções personalizadas e concentrá-las em um único ambiente, as instituições, alunos e professores só têm a ganhar em agilidade, facilidade, organização e eficiência.

Além disso, centralizar as soluções traz mais segurança aos dados e confiabilidade nos serviços, algo fundamental caso sua escola deseje ser referência em inovação tecnológica e conquistar mais espaço no mercado.

Preservação da cultura da escola

Inovação tecnológica não significa substituição do antigo pelo novo. Instituições de ensino são, antes de mais nada, locais onde o conhecimento e a tradição são valorizados e fazem parte da cultura organizacional.

Somente implantar novas tecnologias sem considerar estes fatores é abrir mão de um ativo importante. Por isso, o ideal é que a promoção da inovação no espaço de aprendizagem seja realizada preservando a cultura da escola.

Transformação da escola em um ambiente tecnológico

O uso da tecnologia e inovação na educação vai muito além de ferramentas usadas em sala de aula. Ele representa, de forma mais ampla, uma mudança de mentalidade que transforma toda a escola em um ambiente tecnológico.

Assim, esta nova maneira de enxergar os processos, metodologias e ações cotidianas deve abranger todos os envolvidos no dia a dia escolar, de funcionários a professores, de alunos a diretores, de pais a familiares.

Esta visão é o que, no final das contas, vai fazer com que sua instituição se destaque como uma promotora da tecnologia e da inovação, seja reconhecida e consiga rentabilizar esta posição de mercado.

Como a sua instituição pode se tornar referência em inovação com o apoio das Suítes Pedagógicas

Ao construir ou potencializar seu próprio ecossistema de tecnologia e inovação, preservando a cultura da instituição, sua escola marca pontos importantes para se tornar referência no setor.

Entretanto, nem sempre é tão simples integrar tantas ferramentas e soluções, principalmente quando o objetivo é uma mudança de paradigma e posicionamento de mercado.

Por isso, contar com uma solução como as Suítes Pedagógicas, que centraliza todas as aplicações tecnológicas de modo personalizado em um único ambiente, é uma excelente maneira de colocar seus planos em prática e ficar mais próximo de seus objetivos.

Mapeamento da cultura da instituição

Antes de implementar a inovação tecnológica, é fundamental compreender a cultura da escola e seus principais atributos. Isto é feito por meio de um mapeamento que analisa as características pedagógicas, a infraestrutura e os desafios da instituição propondo a partir daí uma solução personalizada.

Construção conjunta de proposta pedagógica

Aplicar a tecnologia e inovação na educação provoca uma mudança de enorme magnitude na proposta pedagógica da escola. Por este motivo, é importante construir em conjunto com a instituição um plano para ser aplicado durante o projeto, com o objetivo de implementar as inovações com a maior eficiência possível.

Atualização constante do portfólio de soluções

Não podemos falar em inovação tecnológica sem falar em atualização constante. A todo instante surgem novas soluções para situações que já existiam, ou mesmo para aquelas que aparecem com a mudança de paradigma escolar.  

Para evitar que esta situação se transforme em defasagem rápida, é importante contar com um portfólio sempre atualizado com as melhores aplicações nacionais e internacionais à sua disposição.

Conheça as Suítes Pedagógicas e descubra como elas podem ajudar sua escola a modernizar o ensino e se tornar competitiva no mundo atual.

Conclusão

Neste texto, você viu como a inovação tecnológica pode ser aplicada à educação para tornar sua escola mais rentável, competitiva e preparada para os desafios trazidos por um mundo cada vez mais dinâmico.

Usar a tecnologia e inovação na educação é um jeito de substituir um modelo de ensino que não faz mais tanto sentido nos dias de hoje por metodologias focadas nas aptidões, características e comportamentos dos alunos do século XXI.

Porém, é importante implementar esta mudança preservando a cultura da instituição e envolvendo todos os envolvidos, como alunos, professores, escola e familiares, nesta nova mentalidade.

Para isso, o ideal é contar com soluções que permitam à escola criar seu próprio ecossistema de tecnologia, personalizado de acordo com suas características e necessidades.  

Neste sentido, as Suítes Pedagógicas oferecem flexibilidade, integração e aplicações tecnológicas constantemente atualizadas para ajudar você e sua escola a alcançarem seus objetivos e se tornarem referência em educação. Conte com a gente!