O Colégio Estrutura existe há 26 anos, e nessas mais de duas décadas tem se empenhado em oferecer um ensino inovador e a frente das necessidades dos seus alunos. A instituição que começou como uma pequena escola de Educação Infantil, hoje atende alunos até o Ensino Médio, crescimento que o diretor administrativo, Bruno Ruggeri atribui à adoção de soluções tecnológicas para o engajamento dos alunos, aliado à dedicação dos educadores.

“Nós acreditamos muito na Educação. Hoje existem muitos produtos educacionais no mercado, então sempre procuramos conhecer bem primeiro, se gostarmos, se causar aquele brilho nos olhos, investimos mesmo, intensivamente!”, conta Ruggeri.

Essa paixão pela Educação e olhar estratégico para negócios, fizeram o diretor adotar o Pense+ como um programa complementar de aprendizado junto ao sistema de ensino já utilizado pelo Colégio. Ele conta que o programa tem sido apresentado como um diferencial do Colégio Estrutura.

“Tem sido um diferencial e tanto! Pois estamos trabalhando a Matemática, por exemplo, de forma lúdica e divertida, englobando outras áreas para criar interesse nas crianças. Percebemos que isso tem ajudado na fidelização dos alunos, muitos já querem saber o que irão ver no próximo ano, e os pais também”, diz.

Ruggeri observa que essa empolgação dos alunos é o reflexo do método de ensino adotado pela instituição, que preza pelo alinhamento à realidade dessa nova geração. “Não adianta ensinarmos como aprendemos, temos que trabalhar como eles pensam. Essa nova geração tem que pegar, testar, observar, por a mão na massa mesmo e, claro, tem que ter tecnologia, principalmente agora com a aceleração causada pela pandemia, a tecnologia cresceu muito”, explica.

Ele também destaca o engajamento dos pais com a plataforma do Pense+, segundo o diretor, os responsáveis tornaram-se mais participativos. Com a pandemia a escola entrou mais na casa dos alunos e a tecnologia foi essencial para envolver toda a família no aprendizado dos estudantes. Além disso, o programa tem encantado mesmo aqueles ainda não alunos do Colégio Estrutura.“Quando os pais vêem e conhecem o projeto, acabam colocando os filhos na nossa escola, pois compram a ideia do Pense+”, conta o diretor.

Aprendizado contínuo: escola participa de formações e encontros para se atualizar

Outro ponto que Bruno Ruggeri destaca como um ganho pela adoção do Pense+, é o acompanhamento que a equipe do Educacional realiza com a  instituição de ensino. Além da formação presencial e online com especialistas em tecnologia educacional, atendimento e consultoria ofertadas, o Educacional promove encontros mensais entre as escolas que utilizam o Pense+, o Pense Junto. “A troca de ideias com outras escolas é muito legal. A gente acaba conversando com escolas de outras regiões, com outras realidades, maiores e menores, e isso é muito enriquecedor! Você acaba recebendo muita informação e isso contribui muito para sempre estarmos nos aperfeiçoando”, finaliza.