STEAM é um acrônimo para Ciências, Tecnologia, Engenharia, Matemática e Artes. É uma proposta de metodologia interdisciplinar, baseada em projetos, com o objetivo de formar pessoas com diversos conhecimentos, desenvolver valores e preparar alunos e cidadãos para os desafios do futuro.

O ensino e a aprendizagem STEAM carregam consigo a busca pela compreensão e pelo real impacto, das disciplinas que o permeiam, perante o mundo. Um dos grandes objetivos desse modelo de ensino é preparar os estudantes de hoje para o mercado de trabalho amanhã.

O processo de STEAM pode ser dividido em cinco etapas básicas:

  1. Investigar;
  1. Descobrir;
  1. Conectar;
  1. Criar;
  1. Refletir.

Com essa metodologia, alunos experimentam e vivenciam o pensamento científico de maneira interpretativa e reflexiva, seja por meio de brincadeiras na educação infantil ou em projetos interdisciplinares para turmas mais avançadas.

O ensino tem como propósito instigar a curiosidade natural que permeia as crianças, possibilitando brincadeiras, construções, criações e investigações, ao passo em que se trabalha conceitos que envolvem causa e efeito, observação e descrição, resolução de problemas, desenvolvimento da imaginação, criação de representações, encenação de papéis, colaboração e comunicação.

Porque ensinar com STEAM

Em atividades focadas na metodologia STEAM, alunos resolvem problemas, pensam ‘’fora da caixa’’ e se beneficiam de um aprendizado interdisciplinar. Já o professor atua como um guia no processo de aprendizagem. Sendo responsável por oferecer mentoria e apoio às equipes, ele também se desenvolve com esse novo método de trabalho integrado.

A metodologia STEAM tem foco no desenvolvimento de algumas habilidades essenciais para o aluno do século XXI, tais como:

  • Criatividade, imaginação e inovação;
  • Pensamento crítico e resolução de problemas;
  • Comunicação e colaboração;
  • Flexibilidade e adaptabilidade;
  • Habilidades sociais e culturais;
  • Capacidade de lidar com diferentes situações.

Em projetos de STEAM, os alunos começam a desenvolver tais habilidades de forma mais interativa e autônoma. Constroem, fazem protótipos, criam, solucionam problemas e interpretam suas próprias criações.

Levar essa metodologia ativa para a sua escola é uma maneira de incentivar e treinar habilidades em seus alunos, isso faz parte do que chamamos de Educação 5.0, e deve ser incentivada em todos os anos escolares.  

Leve o ensino STEAM para a sua escola!