Há algum tempo, a tecnologia vem deixando de ser um diferencial para tornar-se o padrão nas instituições de ensino.

Com a pandemia de Covid-19, a reinvenção das práticas pedagógicas mostrou-se ainda mais necessária e urgente.

Segundo um estudo da FGV, houve um aumento da taxa de evasão escolar na faixa de 5 a 9 anos de 1,41%, no último trimestre de 2019, para 5,51%, no mesmo período de 2020. Um retrocesso na taxa equivalente a 14 anos.

Diante destes números e da nova realidade de ensino remoto imposta a alunos, professores e escolas pelo distanciamento social, fica evidente que o uso de novas tecnologias na educação é um caminho sem volta.  

Neste texto, você vai entender melhor o que são tecnologias educacionais, saber qual é a importância delas para sua instituição e conhecer alguns exemplos de novas tecnologias aplicadas à educação.

Quer integrar mais tecnologia à cultura da sua escola? Veja como funcionam as nossas Suítes Pedagógicas!

O que é tecnologia educacional?  

Tecnologias educacionais são tecnologias de informação e comunicação usadas com objetivos pedagógicos. Seu objetivo é enriquecer a dinâmica de ensino e aprendizagem com recursos e equipamentos que insiram a transformação digital neste processo.

O uso de tecnologia educacional torna-se imprescindível diante de um mundo cada vez mais conectado e formado por alunos majoritariamente nativos digitais, para os quais computadores, internet e smartphones são ferramentas usadas em inúmeros contextos diferentes.

Ou seja: trata-se de uma maneira de engajar os alunos utilizando ferramentas que são familiares a ele, sem culpa.

Da mesma forma, os professores têm à sua disposição instrumentos para irem além da sala de aula, tornando as aulas mais interativas e dinâmicas.  

Por que a tecnologia educacional é importante para as escolas?

A tecnologia educacional oferece soluções que facilitam diversos aspectos do cotidiano como gestão da instituição, comunicação com os pais, planejamento da grade curricular e rendimento dos alunos.

Com a pandemia de coronavírus, o trabalho do gestor escolar ficou ainda mais complexo, precisando ir além de suas funções para auxiliar professores e famílias a adaptarem-se aos novos processos digitais.

Esta situação também provocou um desequilíbrio na estrutura das instituições educacionais, com maior destaque para a necessidade de administrar indicadores financeiros, facilitar o pagamento de mensalidades e negociar para reduzir a inadimplência.

Tudo isso reforça o papel fundamental das novas tecnologias aplicadas à educação. A seguir, veja mais alguns exemplos de como a tecnologia educacional pode ajudar a lidar com os novos desafios impostos por um mundo em constante transformação.

Otimização de recursos

Sua instituição provavelmente já possui uma série de recursos para fazer a gestão do negócio, comunicar-se com as famílias, avaliar o desempenho de alunos e professores ou realizar o planejamento anual.

Com as tecnologias educacionais, é possível otimizar a forma como você usa tudo isso. Quer um exemplo? Um ambiente com login e contrato único que permite reunir todas as soluções de forma unificada.

Diminuição dos custos

Fazer a gestão financeira é uma das partes mais complexas do trabalho de um gestor. Em tempos de crise, então, ela fica ainda mais difícil e desafiadora. Com a pandemia, a necessidade de buscar a sustentabilidade da escola como um negócio ficou ainda mais evidente.

Além de otimizar os recursos que a escola já tem, as novas tecnologias aplicadas à educação são uma maneira de diminuir os custos operacionais diante de um cenário em que as margens está cada vez mais apertada.

Gerenciamento mais eficiente

Imagine poder gerenciar várias unidades de uma mesma rede, usar dados em tempo real para obter informações, facilitar a comunicação e formas de negociação, saber exatamente o que funciona e o que não funciona para sua escola ou reunir tudo isso em um só lugar.

Seria excelente, não é? Com a tecnologia, você perde menos tempo realizando as atividades operacionais e torna seu gerenciamento mais eficiente e assertivo.

Maior rentabilidade  

As tecnologias educacionais já fazem parte da realidade de inúmeras escolas. Além de auxiliar na redução de custos e otimização de recursos, elas representam um atrativo a mais para os alunos e suas famílias.

Assim, além de tornar sua instituição mais competitiva na batalha pela atenção e matrículas dos estudantes, contar com este diferencial permite gerar valor para a comunidade escolar, o que pode refletir em uma mensalidade maior.

Suporte à tomada de decisões

Durante a pandemia, e neste momento em que as mudanças propostas por ela vieram para ficar, você provavelmente teve e ainda terá que tomar muitas decisões importantes para o negócio.

Será que vale a pena investir no ensino híbrido ou remoto? Que tipo de investimento será necessário para isso acontecer? Como rentabilizar tudo isso de forma que o retorno seja positivo?

Com o auxílio de dados fornecidos pela tecnologia educacional, é possível responder a estas e outras tantas questões de modo embasado e estratégico.

Exemplos de tecnologias educacionais

A tecnologia educacional abrange um ecossistema que inclui todos os envolvidos no processo escolar, como famílias, alunos, professores, funcionários e gestores.

Cada um destes públicos pode se beneficiar de jeitos diferentes das soluções integradas oferecidas pela instituição, seja para promover o protagonismo do aluno, emitir relatórios de desempenho ou automatizar tarefas cotidianas, por exemplo.

Como tornar a sua instituição mais eficiente e rentável com as Suítes Pedagógicas

Como você viu, a tecnologia educacional oferece inúmeras vantagens para a escola e para o gestor. Porém, nem sempre as soluções funcionam de forma integrada, o que pode tornar seu uso bastante complicado no dia a dia.

Imagine ter que fazer um login em cada plataforma, ou renegociar contrato por contrato todo início de ano letivo. Para contornar esta situação, um modelo unificado, como o das Suítes Pedagógicas, traz várias vantagens.

Contrato único

Com um único contrato, sua escola usa a tecnologia de forma abrangente e diversificada, incluindo soluções que permitem criar seu próprio ecossistema de tecnologia e inovação.

Personalização das soluções por segmento

Nem sempre os desafios enfrentados pelos alunos do Ensino Fundamental são os mesmos dos alunos do Ensino Médio, por exemplo. Poder escolher as tecnologias educacionais ideais para cada segmento, agrega valor e otimiza os recursos investidos.

Flexibilidade

A tecnologia para educação está em constante evolução. Diariamente, novas soluções são criadas para apoiar novos desafios ou demandas do setor.  

Para evitar que isso se torne um problema e seja, pelo contrário, um diferencial para sua escola, as Suítes Pedagógicas possuem parceria com as melhores aplicações tecnológicas do mercado nacional e internacional.

Desta forma, caso uma solução não esteja gerando o resultado esperado ou surja uma mais atual, sua instituição tem flexibilidade para fazer a substituição rapidamente.

Saiba como a solução de tecnologia educacional  Suítes Pedagógicas pode ajudar sua escola a ter mais eficiência operacional sem complicações.

Conclusão

A pandemia acelerou um processo que vinha acontecendo de forma mais lenta há algum tempo: o uso da tecnologia educacional como ferramenta para alunos aprenderem mais e melhor, professores terem mais recursos à sua disposição e gestores ganharem eficiência operacional diante de novos desafios.

Com as tecnologias educacionais, é possível otimizar recursos, gerenciar a instituição de forma mais eficiente, criar um ecossistema próprio de tecnologia e inovação, diminuir custos e aumentar a receita e a competitividade.

Tudo isso, em um cenário cada vez mais desafiador, traz inúmeras vantagens para sua escola, gerando valor e embasando a tomada de decisões.